Cuidar de idoso : Como cuidar de assaduras e higiene bucal.

Como cuidar de assaduras e higiene bucal.

Como cuidar de assaduras e higiene bucal.



Assaduras

As assaduras são provocadas pela umidade, calor ou pelo contato com fezes e urina, e causam lesões na pele das dobras do corpo e das nádegas. A pele fica avermelhada como um esfolado. As assaduras são portas de entrada para outras infecções. Os cuidados necessários para evitar as assaduras são:  
 - desbastar os pelos pubianos com tesoura para tornar mais facil a higiene íntima e manter a área mais seca. 

- Fazer a higiene íntima a cada vez que a pessoa evacuar ou urinar e secar bem a região.

 - Se possível for exponha a área com assadura ao sol, isso auxilia na cicatrização da pele. 

Se mesmo com esses cuidados a pessoa apresentar assadura é importante comunicar o fato à equipe de saúde e solicitar orientação. 

Cuidados com a boca 



É essencial fazer a higiene da boca das pessoas acamadas para evitar cáries, dor de dente e inflamação da gengiva. Caso a pessoa consiga escovar os dentes sozinha, deve ser incentivada a fazê-lo. O cuidador deve dispor o material preciso e ajudá- la no que for necessário. 

 A higiene bucal de adultos e idosos, não depende da pessoa ter ou não ter dentes, precisa ser feita após cada uma das refeições e após o uso de remédios com ingestão oral. Se a pessoa cuidada consegue fazer a higiene bucal, o cuidador deve estimulá-la e providenciar os materiais necessários, orientando, dando apoio e acompanhando a atividade. Se a pessoa não consegue fazer sua higiene bucal sozinha, o cuidador deve ajudá-la da seguinte maneira: 

 - Colocar a pessoa sentada em frente à pia ou na cama, com uma bacia.

 - Usar escova de cerdas macias e sempre que possível usar também o fio dental.

 - Colocar pequena porção de pasta de dente para evitar que a pessoa engasgue.

 - Escove os dentes.

 Como cuidar quando a pessoa usa prótese 


As próteses são partes artificiais, também conhecidas como dentadura, ponte fixa ou ponte móvel, colocadas na boca para substituir um ou mais dentes. A prótese é importante tanto para manter a auto-estima da pessoa, como manter as funções dos dentes na alimentação, na fala e no sorriso. Por todos esses motivos e sempre que possível a prótese deve ser mantida na boca da pessoa, mesmo enquanto ela dorme. 

Quando for proceder a limpeza na boca da pessoa que usa prótese, realiza-se da seguinte maneira: 

1. Remova a prótese e escove a fora da boca, com escova de dente de cerdas mais duras e sabão neutro ou pasta dental;

 2. Para a assepsia das gengivas, bochechas e língua o cuidador deve utilizar escova de cerdas mais macias ou com um pano ou gaze molhada em água. O movimento de higienização da língua é feito de dentro para fora, sendo preciso cuidar para que a escova não toque o final da língua, pois pode machucar a garganta e provocar ânsia de vômito.

 3. Enxaguar bem a boca e colocar novamente a prótese.

 Quando for necessário retirar a prótese, coloque-a em um recipiente com água e em lugar seguro para evitar queda. A água da recipiente precisa ser trocada diariamente. Não se deve utilizar produtos como água sanitária, álcool, detergente para limpar a prótese, basta fazer a higiene com água limpa, sabão neutro ou pasta dental. 

A assepcia da boca deve ser feita mesmo que a pessoa cuidada não tenha dentes e não use prótese.

 Doenças da boca 


Algumas doenças e alguns remédios podem provocar sangramento e inflamação nas gengivas. Além disso, a boca da pessoa doente ou com limitações está mais sujeita às feridas, às manchas esbranquiçadas ou vermelha e cárie nos dentes. 

 Cárie dental 


A cárie é a doença provocada pelas bactérias que se fixam nos dentes. Essas bactérias transformam em ácidos os restos de alimentos, principalmente doces, que ficam grudados nos dentes. Os ácidos corroem e furam o esmalte dos dentes. 

A alimentação saudável e boa higiene da boca e dentes é ainda  a maneira mais eficaz  de se prevenir a cárie dos dentes. 

 Sangramento das gengivas 


Quando a limpeza da boca, dentes e prótese não é feita de maneira adequada, as bactérias presentes formam uma massa amarelada que irrita a gengiva causando inflamação e sangramento. 

Para prevenir e tratar a irritação das gengivas e acabar com o sangramento é preciso aprimorar a escovação no local da gengiva que está vermelha e sangrando. Durante a higienização haverá sangramento, mas à medida que for sendo removida a placa de bacteriana e melhorada a escovação, o sangramento diminui até desaparecer.

 Fique Atento: Durante doenças graves e de longa duração pode ocorrer sangramento nas gengivas, por isso é preciso que o cuidador tenha uma atenção redobrada com assepsia da boca da pessoa cuidada. Ao perceber o sangramento continuo e a presença de pus nas gengivas o cuidador precisa comunicar ocorrido à equipe de saúde.

 Feridas na boca 


Durante a limpeza da boca o cuidador deve observar a presença de ferida nas bochechas, gengivas, lábios e embaixo da língua e comunicar à equipe de saúde. 

 Fique Atento: - É comum a pessoa idosa ter uma diminuição da estrutura óssea da boca. Essa diminuição óssea faz com que a prótese fique frouxa, aumentando o movimento, o desconforto e a possibilidade de lesões na gengiva. É importante lembrar que dentes quebrados podem machucar a boca.

 - É frequente que pessoas doentes tenham o apetite diminuído, mas é necessário estar atento, a recusa em se alimentar ou a agitação no horário das refeições pode ser decorrente de prótese mal adaptada, cárie, dentes fraturados, feridas, alterações e inflamação das gengivas.



Fonte : MINISTÉRIO DA SAÚDE, Secretaria de Atenção à Saúde, Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário