Cuidar de idoso : Alimentação saudável

Alimentação saudável

Alimentação saudável


Uma alimentação saudável, necessita  ser adequada nutricionalmente e sem contaminação, influenciado no bem-estar físico e mental, no equilíbrio emocional,no tratamento e  prevenção de doenças. É essencial que a alimentação seja gostosa, colorida e equilibrada, que seja adaptada as preferências individuais e também valorizando os alimentos da região, da época e que tenha preços acessiveis.

Para ter uma alimentação equilibrada, com todos os nutrientes precisos para a manutenção da saúde, é bom diversificar os tipos de alimentos, consumindo-os com moderação.

Os nutrientes são substâncias químicas que o organismo absorve dos alimentos, esses nutrientes são indispensáveis para o bom funcionamento do organismo.
Os nutrientes  dos alimentos dão as calorias, que são as porções de energia usada pelo corpo para a manter as suas funções e atividades. Uma alimentação que com mais calorias do que o organismo é capaz de gastar em suas ações diárias pode provocar o excesso de peso e até  mesmo a obesidade. Uma alimentação com o mínimo de calorias pode levar à perda de peso e a desnutrição.

As dez dicas para uma alimentação saudável.


Os 10 dicas para uma alimentação saudável é uma estratégia para buscar uma vida mais saudável, recomendada pelo Ministério da Saúde. Esses dicas podem ser seguidos por toda a família.

1º dica: consuma maiores quantidades de frutas, legumes e verduras, ao menos 5 vezes por dia. As frutas e verduras são fontes de vitaminas, minerais e fibras. É  aconselhável comer 4 colheres de sopa de vegetais (verduras e legumes) 2 vezes por dia. Coloque os vegetais no prato do almoço e do jantar. Inicie com 1 fruta ou 1 fatia de fruta no desjejum e acrescente mais 1 nos lanches da manhã e da tarde.

2º dica: Coma feijão pelo menos 1 vez por dia, no mínimo 4 vezes por semana. O feijão é um alimento rico em ferro. Na hora das refeições, coloque 1 concha de feijão no seu prato, assim você estará evitando a anemia.

3º dica: Reduza o consumo de alimentos gordurosos, como carne com gordura aparente, salsicha, mortadela, frituras e salgadinhos, para no máximo 1 vez por semana. Retire antes do cozimento a pele do frango, a gordura visível da carne e o couro do peixe. Apesar do óleo vegetal ser um tipo de gordura mais saudável, tudo em excesso faz mal! O recomendável é não usar mais que 1 lata de óleo por mês para uma família de 4 pessoas. Dê preferência aos alimentos cozidos ou assados e evite cozinhar com margarina, gordura vegetal ou manteiga.

4º dica: Diminua o consumo de sal. Não  coloque o saleiro da mesa. O sal da cozinha é a maior fonte de sódio da nossa alimentação. O sódio é fundamental para o funcionamento do nosso corpo, mas em grande  quantidade pode levar ao aumento da pressão do sangue, a hipertensão. As crianças e os adultos não precisam de mais que 1 pitada de sal por dia.

Siga estas dicas: não coloque o saleiro na mesa, assim você evita adicionar o sal na comida pronta. Evite temperos prontos, alimentos enlatados, carnes salgadas e embutidos como mortadela, presunto, lingüiça, etc. Todos eles têm muito sal.

5º dica: Faça pelo menos 3 refeições e 1 lanche por dia. Não pule as refeições. Dê preferência  a frutas para sobremesa e lanches. Quando você faz todas as refeições evita que o estômago fique vazio por muito tempo, diminuindo o risco de ter gastrite e de exagerar na quantidade quando for comer. Evite petiscos entre as refeições , isso vai ajudar você a controlar o peso.

6º dica: Diminua a ingestão de doces, bolos, biscoitos e outros alimentos ricos em açúcar para no máximo 2 vezes por semana.

7º dica: A melhor bebida é a  água. Evite o consumo diario de álcool e refrigerantes.

8º dica: Coma com calma. Faça das refeições um ponto de encontro da família. Não se alimente assistindo TV.

9º dica : Mantenha o seu peso dentro de limites saudáveis – veja no serviço de saúde se o seu IMC está entre 18,5 e 24,9 kg/m2. O IMC (índice de massa corporal) mostra se o seu peso está adequado para sua altura. É calculado dividindo-se o peso, em kg, pela altura, em metros, elevado ao quadrado.

10º dica: Seja ativo. Acumule 30 minutos de atividade física todos os dias. Caminhe pelo seu bairro. Suba escadas. Não passe muitas horas assistindo TV.

Essas recomendações foram elaboradas para pessoas saudáveis, mas servem como guia para planejar a alimentação de pessoas que necessitam de cuidados especiais de saúde.

Pessoas que precisam de dietas especiais devem receber orientações específicas e individualizadas de um nutricionista, de acordo com o seu estado de saúde .

Fonte: MINISTÉRIO DA SAÚDE, Secretaria de Atenção à Saúde,
Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário